Translate

sábado, 28 de julho de 2007

Poemas X - Apenas uma Onda


Uma Onda

Arrastada pelo vento
chega branca e salgada
mas, desfaz-se em um momento
numa praia desolada.

Carregada pela maré
por quilómetros sem fim,
a onda leva consigo
o perfume de um jardim.

Algas são flores do mar
que alimentam o seu perfume
e, a maré trás consigo
a certeza de um ciúme.

Até a linda roseira
num jardim à beira mar,
murcha com o travo agreste
da forte brisa do mar.

Olhos olham, impotentes
a força da maresia
que engole no seu seio
a majestosa baía.

Ó mar, fonte de vida,
como te posso entender
se, a uns levas comida
e a outros fazes sofrer.

Sentado numa falésia
alguém brada um lamento.
Só lhe resta olhar as ondas
arrastadas pelo vento.


Surf in Peniche


© H. Vicente Cândido (21-1-2007, Peniche)

1 comentário:

Paulo Afonso disse...

Belo tributo!
Parabéns
Um abraço